segunda-feira, 24 de agosto de 2015

RESENHA: Eu não sei lidar - Lucas Silveira

Sabe quando você tem uma banda preferida da vida e descobre que seria lançado um livro com as histórias por trás das musicas que você mais ama? Pois é, aconteceu isso comigo.
Acho que não é novidade pra ninguém que eu sou loucamente apaixonada pela banda Fresno, né?
Então...

Em maio de 2015 foi lançado o livro "Eu não sei lidar", onde o meu amor mais lindo da vida Lucas Silveira explica, com sentimentos idênticos aos quais eu tenho quando escuto cada musica, o porquê, ou os por quês de cada canção escrita por ele.
Cabe lembrar que, pra uma banda que tem... Sei lá quantas musicas... Não tem como fazer um livro com todas elas. Mas, são as musicas que marcam muito cada momento da banda.

Quando abri o livro, dei de cara com uma orelha em que me diz muito da pessoa Lucas, ao qual também me identifico muito:

" A incapacidade de lidar. Eis aqui, explícito no título do livro, um dos combustíveis mais poderosos para transformar a própria existência em algo bem maior e mais universal que dramas pessoais ou segredos guardados dentro de um caderno esquecido em uma gaveta qualquer. Não saber lidar. Eis uma característica marcante de Lucas Silveira. Que talvez só não seja maior do que o seu desejo de compartilhar.
Em seu conjunto, este livro é uma espécie de farol, só que, ao invés de marcar o ponto de chegada, é concebido para iluminar o que ficou pra trás. É por isso que ele revela não apenas "a história" escondida nos versos de cada canção, mas também o que liga cada uma delas e i que faz deste conjunto uma obra inteira, uma narrativa musicada de memórias fragmentadas.
Aqui, cada canção funciona como um ponto luminoso. A cada página essa luz vai desvelando algo inesperado. Relatos do universo da musica e sua trajetória profissional de repente se misturam com lembranças da vida pessoal, da infância, e desembocam em momentos que geraram grandes histórias. E aos poucos é possível ver formar-se um caminho."

A arte de não saber lidar, consigo, com seus sentimentos, com suas escolhas, com esse grande e longo caminho chamado vida.

Com 156 páginas preenchidas de um sentimento que só sendo muito Lucas Silveira pra poder escrever de forma tão densa e ao mesmo tempo tão simples. Simplesmente, achei perfeito, do início ao fim.

Vou deixar aqui as musicas que compõem os 16 capítulos deste livro:


1 - Cada poça dessa rua tem um pouco de minhas lágrimas: 


2 - O resto é nada mais (o sonho de um visconde)

3 - Stonehenge 

4 - Sutjeska/ Farol

5 - Eu sou a maré viva

6 - Manifesto

7 - Infância

8 - Vida (biografia em ré menor)

9 - A gente morre sozinho

10 - Não leve a mal 

11 - Duas lágrimas 

12 - Sono profundo 

13 - Soneto para Petr Cech 

14 - Milonga 

15 - Verdades que tanto guardei 

16 - A resposta 
  

Então meus amores, este é o post de hoje, espero que gostem!
Uuuuuuuuuuuuuum beijo e até a próxima!

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Look do dia: vestidinho anos 60 super sexy!

Oi oi meus amores! Tudo bom com vocês?
Hoje eu estou aqui pra trazer uma proposta diferente pra vocês. Quem me acompanha no facebook, sabe que eu fiz um  ensaio pra Nay, do Clicks da Nay. De uma parte desse ensaio saiu, finalmente, minha mais secreta vontade de fazer look do dia pra vocês.
O look que eu vou trazer hoje é um vestidinho inspirado nos anos 60... Com uma pegada mais sexy!
Nos anos 60 os vestidos usados eram mais ou menos assim:

As estampas de poá, vestidos acinturados e comportados sempre fizeram a cabeça da mulherada naquela época.


Um belo dia, dona Melissa, que vos escreve, foi convidada para uma festa inspirada nos tempos da brilhantina. Lá fui eu procurar por aí um vestido que eu pudesse comprar e que não perdesse depois que a festa acabasse. Até porque, eu não tenho grana pra poder ficar comprando uma roupa que eu pudesse usar somente uma vez, né!?!
Fui lá na Feira Shop (aqui em BH, tem muitas dessas feiras) e achei um vestidinho lindo, inspirado nos vestidos de época, porém repaginado. Ao invés de estampa de poá, tivemos estampa de corações. Vestido acinturadinho, porém... Com um decote enorme, que vai até o umbigo, olha:




O look fica legal tanto com salto, como com sapatilha. E acessórios como os óculos de coração, só fazem o look ficar mais romântico e fofinho. Quando for usar esse vestido em dias de frio, jaquetas de couro são as mais indicadas!
Aaaah, eu comprei o vestido na Feira Shop por 59,90. As sandálias de salto são Spatifilus e a sapatilhas são Beira Rio. Os óculos são xing ling mesmo, comprados na feira (haha)

Então, por hoje é isso meus amores! Espero que tenham gostado! Fiquem ligadinhos que eu vou fazer mais vezes esse tipo de post!

Uuuuuuuuuuuuuuuuuuuuum beijo, fiquem com Deus e até a próxima!

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

O ciclo da vida

"É o ciclo sem fim que nos guiará 
A dor e a emoção, pela fé e o amor 
Até encontrar o nosso caminho 
Neste ciclo, neste ciclo sem fim"



Mais um ciclo se fechando! Obrigada, meu Deus! E obrigada a vocês, meus amores que me acompanham! Vem que vem 25 anos! 

Spoiler do ensaio que eu fiz com a Nay! 

sábado, 1 de agosto de 2015

VLOG (cagado): dia de fotos no parque

Já percebeu que todo vlog que eu faço fica cagado? Aí vai mais um! Dia de fotos com a linda da Nay, do Clicks da Nay, vem ver!